Offline
MENU
Empresário e ex-político Cacai Toledo tem prisão preventiva decretada em caso de assassinato
16/11/2023 18:12 em Polícia

A 1ª Vara Criminal de Anápolis decretou nesta quinta-feira (16) a prisão preventiva de Carlos César Savastano Toledo, conhecido como Cacai, e mais seis pessoas no caso do assassinato de Fábio Alves Escobar Cavalcante.

Cacai, que já foi presidente do DEM Anápolis e atualmente é empresário no setor de energia renovável, já havia sido alvo de uma prisão em 2020 quando era diretor da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), relacionada a envolvimento com uma quadrilha de desvio de dinheiro público.

O novo mandado de prisão atribui a autoria do crime a seis policiais militares suspeitos de integrar a denominada "Confraria da Morte", junto com Cacai Toledo. Fábio Escobar, vítima do homicídio, mantinha fortes vínculos com Cacai, chegando a publicar vídeos denunciando questões políticas envolvendo o empresário.

A prisão de Cacai é preventiva, e os autos do processo correm em segredo de Justiça. No entanto, um trecho da decisão vazou nas redes sociais, indicando que a comarca de Anápolis justificou a medida alegando "prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria". Além disso, alegou-se que a detenção é necessária para "garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução processual e para assegurar a aplicação da lei penal".

Até o momento, a defesa dos envolvidos não se pronunciou oficialmente sobre a decisão.

 

* Foto: Reprodução

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!